domingo, 2 de novembro de 2008

TUDO AQUILO QUE EU ESPERAVA

"Eu não acreditava na existência do limbo. Eu acredito em muita coisa, mas em limbo? Não. Acredito na Ciência, no efeito do ácido, em duende. Eu acredito na rapaziada que segue em frente e segura o rojão.
...Qual o sentido disso? Qual o sentido de ter uma vida sem miséria com tantos miseráveis ao meu redor? Miséria de afeto, miséria de fome...
...Todas as pessoas deveriam ter o direito de um dia de fúria garantido na Constituição!
...Eu juro pelos meus dentes que eu te mataria se nós já não estivéssemos mortos. Você acabou com a minha vida... Eu morri vítima de um caralhinho voador!!! ...Será que existe alguém feliz nesse mundo? Ou naquele? Sei lá como é que se fala nesse lugar...
...Que tal seu sonho? É... não era tudo aquilo que eu esperava. É a vida. Ou a morte."

Com muito orgulho e alegria, a Cia Engrenagem de Arte Revolucionária subiu ontem ao palco da Casa de Cultura Elbe de Holanda, no primeiro dia de apresentações do VIII Festival de Esquetes Elbe de Holanda, com o texto do Rodrigo Abrahão (Tudo aquilo que eu esperava), Direção de Cristina Froment e Rodrigo Gondim, Trilha de Rodrigo Gondim, Dan Carrarini e Rodrigo Abrahão atuando e Encenação e Figurinos da Cia Engrenagem de Arte Revolucionária.

A Cia é muito nova, ainda estamos no nosso processo de investigação e pesquisa de linguagem, mas o mais bacana disso tudo é ver que já estamos realizando juntos. E, principalmente, marcando nossa presença em conjunto. Mesmo sendo apenas dois de nós no palco, a Cia estava toda lá, todos de vermelho, marcando presença e criando uma identidade visual, como observado e dito por outros participantes do festival.

A apresentação foi muito boa e a reação do público foi melhor do que esperávamos. Recebemos inúmeras críticas elogiosas e incentivos à continuação do nosso trabalho.

Registramos todo o processo, desde os ensaios, aos bastidores e apresentação.
Confira as fotos nos álbuns:



4 comentários:

Carza disse...

Familia, dizer que vcs são Tudo Aquilo que eu Esperava é tentar cobrir o sol com uma peneira! Vcs são de longe, muito mais do que eu esperava!
Adoro todos vcs!

Tiago Ferreira disse...

Ao infinito, e Além...

Foi dada a largada, e essa Família Engrenagem, estão com tudo!!
Só pelas fotos, pude perceber que foi uma grande esquete hein!? Muitoo bom..queria muito ter ido
=[.. mais tenho certeza que próximas virão!!
À CIA ENGRENAGEM, parabéns..saudads enorme, e é muito bom vê que o Teatro tem vcs como seguidores!

Rodrigo disse...

O lance foi além daquilo que eu esperava. Foi como se todos os sete tivessem subido ao palco. Tudo valeu a pena. E conseguimos, através do humor, passar nossa mensagem.
MERDA pra gente.

Iara disse...

Vocês são mais do esperam ser. Devem se lançar sem medo e ao mesmo tempo usar esse mesmo medo para conquistarem sucesso. Esse tal que dá medo, MAIS É a busca de cada um de vocês. Não se percam em conflitos. Nem sociais e nem pessoais. O sucesso vem do brilho natural de cada um de nós. Vem com a alegria que temos a oferecer, vem também com o bom humor(sem vulgaridade). É apenas uma questão de encaixar as peças desta ENGRENAGEM e naturalmente tudo se encaixará.

Se eu disser que desejo SUCESSO pra todos vocês, estarei sendo repetitiva. Digo apenas que desejo a todos vocês muita LUZ.